Bolsonaro diz que governo deve anunciar nesta semana detalhes sobre liberação de saques do FGTS

  • 24/05/2019
  • 0 Comentário(s)

Bolsonaro diz que governo deve anunciar nesta semana detalhes sobre liberação de saques do FGTS

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (17), na Argentina, que o governo dele deve anunciar ainda nesta semana detalhes sobre a proposta de liberação de saques de contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS-Pasep.

Bolsonaro deu a declaração em uma entrevista coletiva concedida na cidade argentina de Santa Fé, onde participou nesta quarta da 54ª cúpula de chefes de Estado do Mercosul.

Saques do FGTS e PIS-Pasep devem liberar R$ 63 bilhões, prevê Paulo Guedes

Na véspera, o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou em entrevista à GloboNews, na Argentina, a liberação dos saques do FGTS e do PIS-Pasep para tentar reaquecer a economia com a injeção de R$ 63 bilhões no mercado.

Na ocasião, Guedes disse que o objetivo do governo federal é liberar R$ 42 bilhões com os saques do FGTS e outros R$ 21 bilhões com os do PIS-Pasep.

O PIS é um abono pago aos trabalhadores da iniciativa privada administrado pela Caixa Econômica Federal. O Pasep é pago a servidores públicos por meio do Banco do Brasil.

Questionado por repórteres nesta quarta-feira sobre a expectativa de anúncio dos saques do FGTS e do PIS-Pasep, o presidente da República afirmou que a iniciativa tem como objetivo dar uma "pequena injeção na economia".

[O anúncio] está previsto para essa semana isso. É uma injeção, uma pequena injeção na economia. E é bem-vindo isso aí porque começa a economia, segundo especialistas, a dar sinal de recuperação pelos sinais positivos, em especial, também, que estão vindo do parlamento", declarou Bolsonaro antes de embarcar de volta para o Brasil, referindo-se à aprovação em primeiro turno na Câmara da proposta de reforma da Previdência.

Educação Financeira: saiba o que é o FGTS e como ele funciona
G1 Economia

--:--/--:--

Educação Financeira: saiba o que é o FGTS e como ele funciona

Educação Financeira: saiba o que é o FGTS e como ele funciona

Em maio, Paulo Guedes já havia dito que o governo estudava liberar os recursos dos trabalhadores depositados em contas inativas e ativas do FGTS assim que fossem aprovadas as reformas, entre as quais a da Previdência.

À época, o ministro da Economia também disse que a área econômica avaliava liberar dinheiro do abono salarial PIS-Pasep para jogar dinheiro no mercado e movimentar a economia.

A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, vai apresentar nesta quinta-feira (18) mais de uma proposta de saques de contas do FGTS para o presidente Jair Bolsonaro bater o martelo.

Entre essas propostas, estão:

  • saque único de um percentual de contas ativas e inativas do fundo;
  • saque apenas de contas inativas neste ano;
  • criação de um modelo de saque anual, que poderia funcionar como um 14º salário para o trabalhador.

A intenção do governo é anunciar ainda nesta quinta-feira a proposta final de saque durante o evento de balanço de 200 dias de governo Bolsonaro.

Segundo o blog apurou, a decisão caberá ao presidente Bolsonaro, que pode optar por uma medida mais imediata ou o lançamento de um pacote mais estruturante, com mudanças mais profundas no modelo do FGTS.

O valor inicialmente divulgado pelo ministro Paulo Guedes, de injetar R$ 42 bilhões na economia, pode ficar menor para evitar retirar recursos do FGTS destinados ao financiamento habitacional. Técnicos envolvidos no estudo falavam em algo na casa de R$ 30 bilhões.

No caso de o presidente optar por medidas mais imediatas, há duas opções:

  • liberar o saque de um percentual tanto de contas ativas como inativas. Nesse caso, a primeira estimativa dos técnicos era a de que seriam injetados na economia cerca de R$ 42 bilhões, mas esse valor será menor;
  • outra opção, para evitar perda de recursos maiores do FGTS para financiamento habitacional e saneamento, seria liberar apenas saques de contas inativas.

No caso de optar por uma mudança mais estruturante, a equipe de Paulo Guedes analisava a possibilidade de autorizar os trabalhadores a fazer um saque anual de contas ativas do FGTS.

Seria definido um percentual para essa retirada, que funcionaria como um 14º salário, que seria sacado na data de aniversário do cotista. Em troca, porém, outras modalidades de saque deixariam de existir.

Assessores do ministro da Economia estavam numa corrida contra o tempo, nesta quarta-feira, para tentar fechar as propostas de saque do FGTS para ser anunciada nesta quinta-feira (18), durante evento no Palácio do Planalto de balanço de 200 dias de governo.

Um técnico disse ao blog que a equipe econômica teve de acelerar os estudos diante de pedidos do Palácio do Planalto para tentar anunciar ações positivas junto com o balanço de governo.

Nesta quarta-feira, o presidente da República confirmou em Santa Fé (Argentina) que irá anunciar ainda nesta semana a liberação de saque de contas ativas do FGTS para dar, segundo ele, uma “pequena injeção” de recursos na economia e ajudar na recuperação do crescimento brasileiro.

O ministro Paulo Guedes chegou a estimar que a liberação dos saques de contas ativas e inativas poderá colocar na economia cerca de R$ 42 bilhões. Mas, em Brasília, sua equipe já falava em algo na casa de R$ 30 bilhões.


Saques do FGTS e PIS-Pasep devem liberar R$ 63 bilhões, prevê Paulo Guedes
Jornal GloboNews edição das 10h

--:--/--:--

Saques do FGTS e PIS-Pasep devem liberar R$ 63 bilhões, prevê Paulo Guedes

Saques do FGTS e PIS-Pasep devem liberar R$ 63 bilhões, prevê Paulo Guedes

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


 Locutor no Ar

RONALD CASTRO

CLUBE DO AMOR

00:00 - 02:00

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. Lady Gaga

I'll Never Love Again

top2
2. Melim

Ouvi dizer

top3
3. Skank

Algo parecido

top4
4. Sam Smith

Fire On Fire

top5
5. Jota Quest

Morrer de Amor (Acústico)

Anunciantes