Festival Conexões

Festival Conexões aconteceu no domingo, dia 24 de junho, no Le Partie, em Angra dos Reis.


Conexões é um festival onde o diálogo entre a música e o público gera uma sinergia, possibilitando  a conexão com o universo das sincronicidades entre tribos, raças, credos e idiomas; onde todos têm a mesma linguagem: a arte. Estamos em um tempo que requer uma nação mais igualitária, onde todos possam ser UNO em igualdade de direitos e liberdade de exp ressão. Ritmos, cores, movimentos encontram sua conexão em um festival que reúne em instrumentos e vozes a multiplicidade do berço humano nessa miscigenação.



O Conexões foi idealizado pela  Zero Onze, que tem como conceito promover o entretenimento e a arte como meio de desenvolvimento do ser humano, a fim de gerar qualidade de vida às pessoas, movendo ações para a criação de uma nova realidade, onde possa&nb sp;fluir abundância e prosperidade a todos os envolvidos. Seu repertório musical, de músicos independentes, inclui uma grande diversidade integrando o tradicional e contemporâneo, onde são abordadas a música e suas conexões, com valorização das autorais. 


As primeiras edições do Conexões aconteceram no V. Garage, na Zona Norte de São Paulo, no Le Partie em Angra dos Reis e no Hostel Luz do Sol, em Paraty.


 Em Angra dos Reis, o Festival  Conexões –  Talentos da Música acontecerá pela segunda vez no dia 24 de maio de 2018, no espaço Le Partie, na Ribeira.


Shows com


Brenno Machado, a banda Tropicália, Camila Braz, o duo Feito Café, Anderson Oliveira, Vitor Conor, Ari Moreira, Sara Collins e Lincoln Glauber.


14h - Brenno Machado deu os primeiros passos na música na época da escola, em um coral e leva a música até hoje como sua maior paixão.



Tem uma levada pop rock muito parecido com bandas como LS Jack, Jota Quest e um som autoral diferenciado com composições que retratam os sentimentos do dia a dia com muita verdade.


 


14:40 - A banda angrense Tropicália, formada há 2 anos por 5 amigos loucos por música, viaja pelo rock, o pop rock e Blues.  Tropicália leva ao Festival Conexões sua alegria e amor pelo que faz: muito som e música, e claro, muita loucura misturada.


 



15:20 - Atriz e agora cantora, Camila Braz vê a música como arte curativa. Seu primeiro contato com a música foi aos 11 anos, mas só agora resolveu apostar nesse caminho, com o intuito de levar um pouco de si ao próximo. Mesclando MPB, POP, Indie e Folk, costuma envolver seu público com a serenidade de sua voz. Seu primeiro Conexões foi em Paraty, no Hostel Luz do Sol e nessa segunda edição levará ao público suas típicas canções, proporcionando um aconchegante momento para todos.



 


16:10 - Café, o já conhecido som que acalenta como café quentinho mistura indie, pop e folk, com referências a trabalhos de Câmara Obscura, Belle & Sebastian, Jens Leckman, Marcelo Jeneci, Kid  Abelha, Nando Reis e Simon & Garfunkel, nas vozes e ao som de Lê Pacheco e Hugo Oliveira. O duo, que lançou seu primeiro EP,  "Barbacena" em março de 2018 participa pela primeira vez do Festival Conexões em uma agradável tarde, Feito Café.


 



 


17:10 - Anderson Oliveira é cantor, compositor e contador de boas histórias: assim, definimos o artista. 



Natural de Guarujá, SP, Anderson iniciou sua vida artística no começo dos anos 2000. Instrumentos como cavaquinho, violão, ukulele, percussão e decamações de poesias fazem a vibe nos shows do artista. Tem um disco lançado em 2016: Simples Canção e recentemente lançou um novo single: "Uma Música Sem Nome ( Ô Ná Ná)", com mais de 6 mil views no YouTube. O artista vem a Angra dos Reis pela primeira vez para participar do Festival Conexões. 


 


18:20 - O londrinense Vítor Conor  aporta em Angra dos Reis nos trazendo suas canções autorais que surfam pelo reggae e pop rock, reverenciando Natiruts, Armandinho, Raimundos, Charlie Brown, Paralalamas de Sucesso, Legião Urbana e Cazuza. Possui mais de 100 músicas escritas, algumas já musicadas. Em 2016, lançou seu EP "Híbrido" e atualmente tem feito parcerias com Ana Vilela. Vítor também é ator, tendo participado da novela Novo Mundo e atualmente está em Deus Salve o Rei.


 



19:30 - Ari Moreira descobriu seu talento aos 7 anos e aos 14 já cantava em eventos festivos. Além do canto também dança  e é integrante  do grupo de danças urbanas Arte Fênix. Seu repertório passeia pelos sucessos internacionais dos anos 80 e 90. O primeiro contato com o Festival Conexões foi no LePartie em participação especial ao lado do cantor Jonah. Logo depois, apresentou-se no Hostel Luz do Sol, em Paraty, onde teve boa recepção do público. Ari Moreira volta ao palco do Conexões dia 24/06 e promete animar a todos com seu repertório romântico e animado, arrojado e sutil, clássico e contemporâneo.


 



20:10 - Sara Collins foi uma mulher que viveu e morreu, no século XVII, durante a inquisição, por ser considerada bruxa. Atualmente, Sara Collins vive entre nós e estará presente no Festival Conexões, distribuindo simpatia e cor para todos os presentes. Seu show performático, com músicas animadas, mensagens divertidas e ao mesmo tempo críticas e de protesto garantirá momentos especiais de liberdade e reflexão e impressionará o público.


 



20:40 - LINCOLN GLAUBER - ator, cantor e compositor angrense, que já abriu shows da cantora Tiê, se encarregará de encerrar a noite com seu estilo transformador e ousado com canções autorais, que vai do Indie, MPB a Nova MPB.



 


Junto a muito som e música, o público poderá apreciar uma boa Gastronomia, com comidinhas e bebidas a cargo de Regis Sousa


Os ingressos, gratuitos, deverão ser retirados no site do Sympla.


Informações: Facebook - Festival Conexões Talentos da Música


 

Data:

24/06/2018


Local

Espaço Le Partie - Ribeira - Angra dos Reis RJ


Video




Outros Promoções & Parceiros Relacionados